sexta-feira, 27 de abril de 2012

S&P corta “rating” de Espanha em 2 níveis para BBB+

Presidente do ISEG alerta que se as dificuldades de financiamento se agravarem "os espanhóis, dentro de semanas, têm um problema semelhantíssimo a Portugal". 

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) cortou esta quinta-feira o “rating” de Espanha em dois níveis, para BBB+.

O risco da dívida soberana do país vizinho está agora três níveis acima do “lixo” e a S&P avisa que Espanha tem de tomar novas medidas para apoiar o sector bancário.

A agência de notação financeira norte-americana também colocou Espanha em vigilância negativa, o que se traduz na possibilidade de novos cortes de “rating” no próximos tempos.

A Standard & Poor's prevê que a economia espanhola desacelere 1,5% este ano, corrigindo a anterior previsão que apontava para um crescimento de 0,3%.

Em 2013 a economia de Espanha deverá continuar a cair 0,5%, ainda de acordo com as estimativas da S&P.

Em declarações à Renascença, o presidente do Instuto Superior de Economia e Gestão (ISEG), João Duque, considera que a Espanha começa a aproximar-se perigosamente da possibilidade de ter de pedir ajuda externa.

"Isto é o resultado da dificuldade que Espanha tem tido na colocação de dívida no mercado, portanto, começam a surgir sinais muito preocupantes da possibilidade de Espanha vir, por si só, a superar aquilo que são as dificuldades que foram sentidas de modo semelhante por Portugal", afirma o economista.

João Duque adverte que as taxas de juro "estão a subir significativamente" e "o mercado de dívida está a tornar-se muito seco para os espanhóis".

O presidente do ISEG alerta que se as dificuldades de financiamento se agravarem "os espanhóis, dentro de semanas, têm um problema semelhantíssimo a Portugal".

Fonte: Renascença

Nenhum comentário:

Postar um comentário