segunda-feira, 23 de abril de 2012

Documentos Secretos: Brasil apoiou a Argentina na guerra das Malvinas

Soldados argentinos numa trincheira nas imediações da capital da ilha, Port Stanley, em abril de 1982
Junta militar permitiu utilização de aeroporto para escala no transporte de armas provenientes de países aliados da União Soviética.

O jornal brasileiro O Globo revelou na sua edição de domingo ter o Governo do país, na época uma ditadura militar, permitido o abastecimento de armas soviéticas à Argentina durante o conflito das Malvinas/Falklands, em 1982.

O Brasil mantinha uma posição oficial de neutralidade, mas o diário, que cita documentos secretos oficiais, escreve que Brasília permitiu que o aeroporto de Recife fosse utilizado como escala dos aviões que traziam mísseis, minas e outros armamento desde a Líbia.

Ainda segundo O Globo, Cuba esteve igualmente envolvida neste processo, tendo sido intercetado um avião proveniente de Havana com destino de Buenos Aires. Neste avião viajava um diplomata cubano que iria explicar aos argentinos como se processaria a entrega das armas, segundo documentos da marinha brasileira citado pelo diário.

O alinhamento soviético e cubano com o regime militar anticomunista argentino resultou dos alinhamentos da Guerra Fria em que a Grã-Bretanha era um dos principais aliados dos Estados Unidos.

O diário cita ainda o envolvimento de Israel e do Peru ao lado da Argentina.

Fonte: DN.PT

Nenhum comentário:

Postar um comentário