segunda-feira, 30 de julho de 2012

Atentado em Lisboa: PSP fez explodir engenho junto à Embaixada de Israel

A PSP desativou o objeto explosivo que estava num carro estacionado junto à embaixada de Israel, em Lisboa, informou ao SAPO Notícias fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa. 

A PSP procedeu à explosão do engenho depois de montar um perímetro de segurança e evacuar os edifícios do quarteirão onde se encontra a embaixada de Israel, na Rua António Enes, em Lisboa.

O alerta da existência de uma bomba nas imediações da embaixada foi dado pouco antes das 16h00.

A PSP não quis avançar, para já, mais informações.

Fonte: SAPO


domingo, 29 de julho de 2012

Mitt Romney apoiará ataque de Israel ao Irão

Mitt Romney Israel Irã ataque preventivo ataque de prevenção golpe de prevenção contra Irã programa nuclear iraniana
Ao intervir em Israel, onde encontra-se actualmente de visita, o candidato republicano a presidente dos EUA afirmou que apoiaria Israel caso este decidisse recorrer à força militar para impedir o acesso do Irão à arma nuclear.

Tal atitude está em contradição com os esforços do presidente Barack Obama, para convencer Israel a abster-se de quaisquer operações militares preventivas contra o Irão.

Emigração: Quer ir para Angola? Então prepare-se!

Autores escrevem sobre o que deve levar na mala. E sobre o que vai encontrar quando chegar.

Emigrar, seja lá para onde for, implica malas, despedidas, alguns lenços de papel e sobretudo muita vontade de agarrar uma nova vida. Mas não vá para fora para fugir a uma realidade. Vá, sim, como escrevem os autores de "Atribulações de um português a fazer negócios em Angola" (Esfera dos Livros), bem preparado e com a missão de fazer bons negócios.

E o que deve um português levar na mala quando ruma para Angola? Muita coisa. Mas sobretudo a capacidade de identificar oportunidades, que são, segundo Nuno Gomes Ferreira, co-autor desta obra, uma viagem que se divide entre o curto, o médio e o longo prazo.

Construção, telecomunicações e agricultura são sectores a ter em conta; tal como a produção de calçado, vestuário e loiças. Tudo, obviamente, com parceiros locais. Sobre temas polémicos como a nova lei de incentivo fiscal ou a dificuldade de expatriar dinheiro, fique a saber que a triangulação (histórica) com Cabo Verde poderá ser uma boa opção. Tudo isto, curiosamente, na semana em que a União Europeia e Angola assinaram um novo acordo de cooperação, "Caminho Conjunto Angola - União Europeia". A reter.

Qual a melhor forma de ir para Angola à procura de novas oportunidades de vida?
Uma mensagem prévia: antes de pensar em ir para Angola, o português tem que ter uma ideia muito clara do que está a fazer em Portugal. Não faz sentido ir para Angola se não tiver uma vantagem competitiva clara daquilo que vai fazer no mercado angolano. E ter vantagens competitivas claras quando chegar a Angola. Quando chegar a Angola o melhor conselho que posso dar, embora neste momento não seja obrigatório, é a escolha de um parceiro local. Juridicamente não é obrigatório, mas é muito relevante a escolha de um parceiro local. E isto passa por dois motivos. Primeiro, temos um país muito dependente de petróleo, e obviamente quem controla o petróleo é o Estado. Por tanto, o melhor conselho que se pode dar a um empresário, que se queira posicionar em Angola, é que este se ligue a alguém do sector do petróleo; ou eventualmente a uma pessoa ligada directamente ao poder executivo.

É fácil encontrar assim um parceiro?
É fácil encontrar parceiros. É muito difícil encontrar o parceiro ideal.

Existe alguma instituição que possa ajudar a dar informações? 
Considero duas hipóteses. A AICEP Angola (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), que está a trabalhar muito bem. E também aconselho uma visita previa à ANIP (Agência Nacional de Investimento Privado). Mas temos que ter presente que o mais importante para fazer um negócio, e um negócio sério, é ir por convite. É a melhor hipótese.

Ou seja é a chamada `Carta de Chamada´ dos tempos modernos?
Exactamente. É a melhor maneira de ir para lá. Desde logo porque existe um novo enquadramento jurídico e a PME (Pequena e média empresa) para entrar já deverá ir com algum cuidado prévio sobre aquilo que vai fazer. Antes de embarcar é bom ter o projecto bem formalizado em Portugal para quando lá chegar estar bem direccionado e posicionado. Mas a escolha do parceiro é, sem dúvida, muito importante.

Fale-nos da nova lei. Até que ponto é que a nova lei angolana para o investimento estrangeiro pode afligir quem quer investir em Angola? 
Existe um limite mínimo neste momento para se fazer um investimento e estar abrangido por essa nova lei: que é de um milhão de dólares americanos. No contexto actual já começa a ser muito difícil arranjar um pacote de um milhão de dólares para investimento e isso poderá ser limitativo na maneira de fazer negócios.

Essa lei também é aplicada a quem tem parceiros locais?
Exactamente. Cada investidor externo tem que levar na bagagem, ou em equipamento, ou em dinheiro ou em ‘know-how', o equivalente a um milhão de dólares.

Isso torna a vida difícil às PME's? 
Para pequenos e médios empresários o livro deixa algumas portas de alternativas.

Que alternativas são essas? 
Nomeadamente a utilização da plataforma de Cabo Verde; e a utilização de Cabo Verde como plataforma financeira e fiscal para entrada em Angola. Desde logo porque há uma moeda, que é o escudo caboverdiano  que está perfeitamente indexado ao euro (quando Angola está dolarizada) e um sistema fiscal muito similar ao nosso. Bem como uma convenção de dupla tributação de Portugal - Cabo Verde, que, por exemplo, não existe com Angola.


Fonte: Jornal Económico

Será que um dilúvio ameaça a Terra?

Será que um dilúvio ameaça a Terra?
Por causa do calor em julho teve início o derretimento rápido do gelo que cobre a maior ilha do mundo, a Groenlândia. As opiniões de especialistas divergem da apocalíptica à silenciosa sobre as consequências do impacto da temporada anormal no derretimento na Groenlândia e seu efeito no aumento do nível dos oceanos.

O gelo acumulado nas geleiras da Groenlândia é o segundo maior depósito depois da Antártida. Na verdade só há esses dois. Segundo os cientistas, o derretimento das geleiras e prateleiras de gelo de 2003 a 2010 aumentou o nível do mar em apenas meio milímetro, disse à Voz da Rússia o Doutor em Ciências Geológicas e Mineralógicas, professor titulado Igor Davidenko:

"Quando eu leio em jornais e revistas ou ouço na televisão a ideia ingênua de que, com o derretimento do gelo da Antártida e da Groenlândia, a água do oceano subirá 70 metros, quero repetir que isso é um absurdo, uma completa ignorância no assunto. Gelo constitui apenas 1,6 por cento de toda a hidrosfera."

A camada de gelo em Groenlândia está próximo do 81º grau de latitude norte e se conecta com o Oceano Ártico através da geleira Peterman, explica Igor Davidenko. O comprimento da camada é de 70 km, a largura é 15, a espessura varia de 80 a 600 metros. No centro de uma ilha, a geleira gigante atinge uma altura de 3,5 km. Cada vez no verão o gelo se derrete mais ou menos pela metade. A maior parte da água que se forma no interior da ilha, eventualmente congela-se de novo e só nas margens entra nos mares circundantes. Durante o período entre abril de 2002 e fevereiro de 2009, o gelo da Groenlândia "amagreceu" por 1,6 mil quilómetros cúbicos. O derretimento rápido das geleiras na Groenlândia, não trará nada fora do habitual ao meio ambiente da região, salienta Igor Davidenko.

Os especialistas acreditam que a causa da situação extraordinária na Groenlândia está na influência das massas do ar quente que estão paradas em cima da ilha desde o final de maio. A última frente excepcionalmente forte do ar quente começou a se dissipar aqui somente em 16 de julho.


Fonte: Voz da Rússia

Menina de cinco anos que vive com vacas só comunica através de mugidos

Uma criança de cinco anos foi encontrada a viver com vacas numa zona rural da Rússia, comunicado apenas através de mugidos.

O jornal britânico Daily Mail conta que a menina selvagem foi resgatada pela polícia depois de um vizinho do bairro de Solikamsk, nos Montes Urais, ter dado o alarme.

A criança, que não tem nome, não sabe comer ou beber como os seres humanos, preferindo beber de uma panela, de acordo com as autoridades locais.

Segundo a polícia, o vizinho contou-lhe que a menina vivia com as vacas da quinta dos pais, o que veio a confirmar-se. Quando foi encontrada não tinha praticamente roupa nenhuma vestida.

De vez em quando, a criança era trancada num quarto pelos pais.


Fonte: Daily Mail

sábado, 28 de julho de 2012

EUA anunciam cura da sida (AIDS)

Dois homens podem ter-se curado do vírus da sida (VIH) depois de terem sido submetidos a um transplante de medula óssea para tratar um cancro. O anúncio foi divulgado ontem, último dia da XIX Conferência Internacional sobre Sida, realizada em Washington, nos EUA, por investigadores do Hospital Brigham and Women’s (Massachusetts). 


Os pacientes não foram identificados por razões de privacidade, mas um dos homens, de 50 anos, foi infectado na década de 1980. O outro tem 20 anos e já nasceu infectado. Os dois doentes receberam tratamento antiretroviral, que suprimiu por completo a reprodução do VIH, embora ainda tenham reservatórios do vírus latente antes do transplante.

Um dos pacientes foi submetido a acompanhamento médico durante dois anos após o transplante e o outro durante três anos e meio: não se encontrou rasto do vírus. Até hoje, só Thimothy Brown, o ‘paciente de Berlin’, é considerado o único doente curado de sida. Em todo o Mundo há 34 milhões de pessoas com sida. Ao Correio da Manhã, o director-geral da Saúde, Francisco George, afirmou que o anúncio cria "boas expectativas e é uma esperança".

Fonte: Correio da Manhã

EUA: Incendiou submarino nuclear para sair mais cedo do trabalho

Um jovem pegou fogo, por duas vezes, ao submarino nuclear onde se encontrava a trabalhar, nos Estados Unidos, pois sofria de ansiedade e queria sair do trabalho para ir falar com a ex-namorada. O prejuízo ascende aos 400 milhões e pena pode chegar a prisão perpétua.

Casey James Fury, um jovem que estava a trabalhar num submarino nuclear como pintor, pegou-lhe fogo por duas vezes, para sair mais cedo do trabalho. Segundo a cadeia de televisão ABC, o jovem de 24 anos estava a tomar medicação para problemas de ansiedade e depressão.


Fury explicou que usou um isqueiro e cigarros para pegar fogo a alguns trapos, no primeiro incêndio, em maio, que demorou 12 horas a extinguir. Justificou-se, dizendo que estava a sofrer de grande ansiedade.

O segundo incêndio, em junho, começou depois de ter trocado algumas mensagens com a ex-namorada, sobre o homem com quem ela saía na altura. O jovem, que queria sair do trabalho mais cedo, pegou então fogo a alguns toalhetes que continham álcool, fora do submarino.

Os fogos causaram prejuízos de 400 milhões de dólares, cerca de 325 milhões de euros. Se Fury for acusado pelos dois incêndios, pode ser condenado a prisão perpétua.

A princípio o jovem negou ter sido o autor, mas acabou por admitir agora, após ter feito um teste num detetor de mentiras em que o examinador se apercebeu que Fury não estava a ser sincero. O jovem mentiu pois estava assustado e os acontecimentos não estavam muito claros na sua mente, devido à medicação.

A história de Fury é tão popular na Internet que já deu origem a pelo menos uma meme: "Quer sair mais cedo do trabalho, pega fogo a um submarino nuclear".


Fonte: Jornal de Notícias

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Trabalho: Desemprego em Espanha atinge máximos de 1976

A taxa de desemprego em Espanha subiu para 24,6% no segundo trimestre. Desemprego entre os jovens espanhóis atinge os 53%.

A taxa de desemprego em Espanha subiu para 24,6% no segundo trimestre deste ano, o nível mais alto desde 1976, reflectindo a grave situação económica e financeira do país, revelou hoje a agência de estatísticas espanhola citada pela Reuters.

No total, são mais de 5,7 milhões de espanhóis no desemprego, número que corresponde a cerca de metade da população portuguesa.

Entre os jovens, o desemprego é ainda maior. A taxa de desemprego na população activa com menos de 25 anos atingiu os 53,28% no trimestre.

As regiões mais afectadas com a falta de trabalho são o País Basco e a Andaluzia, enquanto as Ilhas Baleares e a Catalunha sofreram os maiores declínios.


Fonte: Económico

quinta-feira, 26 de julho de 2012

O Cartão Relvas Resolve Tudo...

Israel está pronto para a guerra contra islamistas na Síria

Israel está pronto para a guerra contra islamistas na Síria
A Força de Defesa de Israel começará imediatamente operações de combate contra os grupos radicais islâmicos se estes assumirem o controle do arsenal de armas químicas ou biológicas na Síria, anunciou o ministro de Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, em entrevista à rádio local. "Para nós este é um motivo para a guerra, é uma linha vermelha" - disse ele.


Segundo a imprensa, os israelenses estão comprando as máscaras respiratórias, se preparando para um possível uso de armas químicas contra eles. Ao longo dos últimos dias, a procura de meios de proteção química dobrou em Israel.


Fonte: Voz da Rússia

Cuidados após extração de um dente

Muitas das queixas dos pacientes e motivos de reclamação comdentistas é após extrações de dentes.

Quer seja por dor aquando da extração, quer seja no pós-operatório e ai já entram mais factores em conta.
Há certos cuidados que se deve ter em conta e devem ser cumpridos à risca para evitar problemas e complicações e pasmem-me...A maioria dos pacientes não os cumpre.

Entre eles temos:

- Manter a compressa no local da extração no mínimo 30 a 40min. Depende de pessoa para pessoa...( É bastante vulgar assim que o paciente sai do consultório deitar logo a compressa fora logo...Grande erro! )
- Não chupar o sangue nem fazer bochechos nas primeiras 24horas. ( É quase 100% certo que o paciente vai chegar a casa e vai bochechar bem a boca para sair o sangue todo e "limpar" a zona. Nada mais errado, só está a retirar o coágulo e a fazer com que a hemorragia não páre ou demore mais a coagular aquela zona)
- Não fumar. Não só pelo facto do tabaco atrasar a cicatrização mas também porque o acto de fumar envolve sucção e como tal...Ver conselho anterior! ( Fumador que é fumador, vai logo fumar a seguir a extração do dente, quase 75% de certeza! )
- Meter gelo durante as primeiras 24h...15min de gelo com 10min de intervalo no minimo.
- Não se deitar após a cirurgia nem fazer esforços fisicos ou abaixar muito a cabeça para ajudar na coagulação. ( Não são raros os pacientes que se deitam logo mal chegam a casa e acordam com a almofada cheia de sangue. )
- No dia da cirurgia e no seguinte, dormir com uma almofada alta, mantendo a cabeça acima do nivel do corpo.
- Comer alimentos liquidos frios ou gelados nas primeiras horas, se possivel um dia inteiro. ( Ajuda a reduzir o inchaço e ajuda na cicatrização)
- Nos dias seguintes se possivel comer alimentos liquidos ou semi-liquidos.
- Tomar os medicamentos prescritos pelo médico dentista.
- Manter uma boa higiene oral da zona nos dias seguintes à extração.

Quem já arrancou dentes e cumpriu todos estes passos meta o dedinho no ar e escreva nos comentários!


Fonte: http://dentaria.blogspot.pt/

Samaras: "Os alemães ou são estúpidos ou querem que falhemos"

Samaras com palavras muito fortes
Foram palavras duras do primeiro-ministro grego numa reunião com deputados do partido Nova Democracia que lidera a coligação do Governo. A Reuters fala da possibilidade de uma segunda reestruturação de dívida.

"Estamos a fazer tudo o que podemos para assegurar que a Grécia fica de pé. E eles [os alemães] fazem tudo o que têm ao seu alcance para garantirem que falhemos. Não sei se o fazem conscientemente ou por serem estúpidos", disse ontem Antonis Samaras, o primeiro-ministro grego, numa reunião com deputados do seu partido, a Nova Democracia.

As palavras duras de Samaras seguem-se a um coro de posições alemãs, sobretudo dos liberais, do FDP, o partido minoritário na coligação chefiada por Ângela Merkel, empurrando a Grécia para fora da zona euro. O jornal alemão "Der Spiegel" ampliou o efeito das palavras de Samaras.

Um falhanço do atual governo de coligação em Atenas empurrará a Grécia para uma nova vaga de turbulência política interna e terá impactos geopolíticos na região. Os analistas gregos falam de que será um passo mais na desagregação da União Europeia e na vulnerabilidade das suas periferias estratégicas.

Em virtude deste sentimento negativo na Alemanha e em alguns dos seus mais próximos aliados, como a Áustria, Samaras adiantou aos deputados do seu partido que o governo provavelmente recuará, tacitamente, no seu objectivo de uma renegociação rápida dos termos do Memorando de Entendimento que baseia o segundo plano de resgate, segundo adianta o jornal grego "Kathimerini". O que, naturalmente, na frente interna, fará crescer a contestação da oposição, em virtude de uma esmagadora maioria de eleitores se ter pronunciado contra o acordo com a troika nas últimas eleições legislativas antecipadas de Junho que deram a vitória à Nova Democracia por menos de duas centenas de milhar de votos.

A Reuters adianta, entretanto, que fontes oficiais europeias alvitram a possibilidade de uma segunda reestruturação da dívida grega, desta vez afectando sobretudo o designado sector oficial, ou seja os credores representados pela troika. Depois da reestruturação parcial da dívida grega, envolvendo o designado sector privado (os credores privados da velha dívida grega), realizada em tempo recorde no início deste ano, ter sido considerada uma exceção, à revelia da doutrina oficial da zona euro, a Reuters adianta uma possibilidade que geraria mais outra "exceção", a de que os credores oficiais não são intocáveis. De exceção em exceção, a troika vai criando um novo quadro de gestão das crises de insolvência na zona euro. O jornal alemão "Dei Zeit" anunciou hoje que desenvolveria este tema na edição de amanhã.

A troika só deverá apresentar o seu relatório regular sobre a situação de cumprimento do segundo Memorando de Entendimento com Atenas em setembro. A Comissão Europeia estaria a estudar "soluções de liquidez" temporárias para evitar que a Grécia entre em bancarrota a 20 de agosto.

Fonte: Jornal Expresso

Derreteu 97% da superfície da camada de gelo na Gronelândia em apenas 5 dias

Derreteu 97% da superfície da camada de gelo na Gronelândia em apenas 5 dias
Cerca de 97% da superfície da camada de gelo que cobre a Gronelândia derreteu este mês, o degelo mais vasto de que há registo nos 30 anos de observações de satélite da ilha, alertou a NASA. 

A conclusão dos cientistas baseia-se em imagens captadas por três satélites diferentes, segundo as quais o degelo foi particularmente rápido entre os dias 8 e 12 de julho.

Entre esses quatro dias, a área derretida passou de 40% do total da superfície da camada de gelo para 97%, o que significa que a quase totalidade da camada sofreu algum derretimento, desde as extremidades finas próximas da costa até ao centro, com mais de três quilómetros de espessura.

Num comunicado divulgado no site da NASA na terça-feira, os cientistas admitem que a diferença entre as imagens do dia 08 e do dia 12 era tão grande que pensaram haver algum erro.

"Era tão extraordinário que no início questionei o resultado: era mesmo real ou devia-se a um erro dos dados?", diz Son Nghiem, do laboratório de propulsão a jato da NASA em Pasadena.

Os investigadores afirmam que, num verão normal, cerca de metade da superfície da camada de gelo da Gronelândia derrete e, enquanto nos pontos mais elevados a água volta rapidamente a congelar, perto da costa alguma da água é retida pelo gelo e o resto perde-se no oceano.

Mas este ano a extensão do degelo na superfície ou perto dela aumentou dramaticamente, alertam os cientistas, que ainda não determinaram se este descongelamento irá afetar o volume total de perda de gelo e contribuir para a subida do nível do mar.

Este foi o segundo acontecimento invulgar na Gronelândia em poucos dias, depois de um icebergue do tamanho da ilha de Manhattan se ter separado do glaciar de Petermann, mas os cientistas consideram mais grave o degelo.

Lora Koenig, especialista em glaciares no centro Goddard da Nasa, diz que degelos rápidos como este acontecem todos os 150 anos, mas avisou que o derretimento deste ano pode ter vastas implicações.

"Se continuarmos a observar eventos como este nos próximos anos, será preocupante", disse.

As consequências mais imediatas poderão ser o aumento do nível do mar e o aquecimento do Ártico. Os cientistas atribuem um quinto do aumento total do nível do mar, que é de três milímetros por ano, ao derretimento da camada de gelo da Gronelândia.

O climatólogo Thomas Mote, da Universidade da Georgia, admite que este degelo extremo se deva a uma cúpula de calor que cobriu a Gronelândia entre 08 e 16 de julho ou a uma vaga de ar quente particularmente forte.

Fonte: Jornal de Notícias

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Extraterrestres poderão estar mais próximos do que pensamos

extraterrestres SETI Edimburgo
Especialistas do Instituto Internacional de Investigação SETI alertam para a aproximação rápida da Terra de três objetos gigantes não identificados, que poderão ser provenientes de outros planetas.

Ainda continuam vivos na memória os filmes do Discovery Channel com declarações chocantes de Stephen Hawking, um dos mais influentes e conhecidos físicos teóricos. O cientista e prémio Nobel fez uma declaração sensacional em que disse que os extraterrestres, muito provavelmente, existem mesmo, implorando à humanidade não tentar entrar em contato com eles.

Não é a primeira vez que Stephen Hawking discorre sobre mundos extraterrestres. Ele se tornou famoso graças ao livro “Breve História do Tempo” sobre a origem do Universo. Na nova série, StephenHawking declara que existem outras formas de vida em muitos cantos do Universo mas que os extraterrestres podem simplesmente utilizar a Terra como fonte de recursos para a conquistar e continuar o seu caminho.

Os americanos já começaram a estudar o problema da identificação de criaturas alienígeras, por enquanto só a nível genético. Garry Rafkan, professor de Genética da Escola de Medicina de Harvard, desenvolveu um chip capaz de determinar a existência de fragmentos de ADN extraterrestre. O chip deverá ser utilizado nos equipamentos de investigação do futuro rover marciano (veículo robótico).

A poeira do planeta vermelho cairá em uma solução especial que será submetida a ultrassons para eliminar quaisquer vestígios orgânicos e depois analisada para detetar a existência de ADN.

Receber os “homenzinhos verdes”

Há muitas décadas que a Humanidade anda procurando vida extraterrestre. Os investigadores americanos resolveram, para fundamentar a necessidade das buscas de seres racionais extraterrestres, utilizar o paradoxo do conhecido físico Enrico Fermi, ou seja, a contradição entre a grande probabilidade de existência de vida racional no Universo e a ausência de sinais visíveis desta existência. O cientista colocou esta pergunta simples: “Se existem tantas civilizações fora da Terra, onde estão elas?”.

Os americanos propuseram uma forma de resolver este paradoxo. Eles estabeleceram que, se partirmos do tempo médio de vida de uma civilização na nossa galáxia de mil anos (os habitantes da Terra só enviam sinais de rádio para o cosmos há 100 anos), na Via Láctea podem existir mais de 200 civilizações sem saberem da existência umas das outras. Os ingleses foram ainda mais longe. Na Universidade de Edimburgo consideram que na nossa galáxia existem pelo menos 361 civilizações de seres racionais e que o seu número máximo poderá atingir 38.000.

Os sucessos na teoria inspiram não só os cientistas do SETI mas também milhões de voluntários em todo o mundo, que desde os anos 1960 tentam captar sinais de rádio vindos de outros mundos.

Em 1977, o radiotelescópio da Universidade de Ohio recebeu um sinal que demorou cerca de 37 segundos. O sinal era proveniente da constelação de Sagitário e era o mais potente dos captados até então. Em 2004, o radiotelescópio em Arecibo (Porto Rico) transmitiu um sinal que viria a receber o nome de SHGb02+14ª e que tinha origem numa zona do Universo em que a constelação de Carneiro faz fronteira com a constelação de Peixes.

Os últimos dados publicados em 2008 pelos cientistas americanos envolvidos no Programa de Busca de Civilizações Extraterrestres, podem bem ser considerados sensacionais. Uma das constelações próximas da Terra pode ser uma cópia quase perfeita do nosso Sistema Solar nos primórdios de seu desenvolvimento. Desta forma, não é de excluir que o homem tenha copiado a certa altura um ser que vivera há milhões de anos em mundos distantes.

O químico sueco Svante Arrhenius, um dos primeiros galardoados com o prémio Nobel, no fim do século XIX, avançou a ideia da Panspermia, segundo a qual a vida na Terra poderia ter sido trazida do Espaço. A ciência oficial do século XX ignorou esta hipótese. Mas agora muitos conhecidos físicos teóricos da Europa e da Rússia estão estudando o problema de a vida na Terra poder ter tido origem em seres de outros planetas, refutando a teoria “oficial” de que a Terra é o centro do Universo e que este “gira” à volta do nosso planeta. Na Rússia, a teoria da origem “não terrena” da vida foi fundamentada por investigadores do Instituto de Espectroscopia da Academia das Ciências.

Do ponto de vista filosófico, se pode preconizar que os extraterrestres queiram prolongar sua vida e transmitir os conhecimentos acumulados. Para tal, os seres de outros planetas teriam mais vantagem em espalhar na galáxia centenas de milhares de toneladas de biomoléculas-biocápsulas de ADN, que contêm toda a informação sobre o tipo de vida a que pertencem. Um tal tipo de “troca” de informação é vantajoso do ponto de vista energético. As partículas de ADN enviadas para o Espaço à velocidade cósmica de dezenas de quilómetros por segundo, são disseminadas na Galáxia durante alguns milhões de anos, um prazo “adequado para ser percecionado”. Pelo contrário, um sinal eletromagnético, que “voa” à velocidade da luz, espalha-se demasiado depressa e contem bastante menos informação.

Naturalmente que parte dos “mensageiros” se irá perder: ficará presa no cam po gravitacional sendo posteriormente queimada, uma parte se destruirá em resultado de explosões em estrelas supernovas. Mesmo assim, uma parte pode chegar aos planetas com condições mais favoráveis como a Terra. Se o planeta for adequado, o sinal biológico não se perderá. Tendo atingido, por exemplo, água a determinada temperatura, o “sinal” começa se desenvolvendo. No ADN está concentrada uma informação colossal: 110 unidades de alfabeto genético de três “letras”, os nucleótidos. É praticamente impossível imaginar todas as possíveis combinações. É assim que começa a vida. Os especialistas em Genética Molecular afirmam que só cerca de 5% do ADN humano possuem informação útil. Os outros 95%, a parte “em excesso”, encerram o mistério da origem da vida, incluindo a informação útil e necessária para o ulterior desenvolvimento da Humanidade.

Parece que, tendo alcançado o nível de desenvolvimento desses seres, nós, humanos, poderíamos levar a cabo a mesma operação de disseminação da vida para os próximos milhões de anos.

Há ainda um outro importante testemunho de que a vida na Terra foi trazida do Espaço. As últimas investigações microbiológicas do Instituto russo de Medicina Espacial mostram que a vida surge logo que existem as necessárias condições para tal. Se tivermos em conta que a idade estabelecida do primeiro gene na Terra é de 3,8 bilhões de anos e que a idade geológica da Terra é de 4,6 bilhões de anos, vemos que as duas datas são muito próximas, o que nos torna, a mim e a você, verdadeiros extraterrestres.


Fonte: Voz da Rússia


Veja aqui neste blog outras notícias relacionadas com esta:

terça-feira, 24 de julho de 2012

National Geographic: Mito do Chupacabra encontra explicação na sarna

A lenda de um monstro misterioso que suga o sangue do gado estendeu-se ao México, ao sudoeste dos Estados Unidos e mesmo à China em meados dos anos 90. Agora, os cientistas pretendem explicar o mito com a ajuda da teoria da evolução.

Na maioria dos casos, as criaturas que provocaram os acidentes eram coiotes com sarna, uma doença dolorosa e por vezes fatal que provoca no animal queda de pelo e crostas sobre a pela, entre outros sintomas. Para alguns cientistas esta explicação é suficiente. "Eu não acho que haja necessidade de procurar mais teorias", afirmou Barry O'Connor, entomólogo da Universidade de Michigan (EUA), que estudou o parasita que causa a doença, à National Geographic espanhola.

O ácaro Sarcoptes scabiei também é responsável por sarna em seres humanos. O animal insere-se sob a pele do hospedeiro, segrega material de resíduos e põe os ovos, causando uma reacção inflamatória no sistema imunitário. A reacção alérgica em seres humanos é, geralmente, menor, mas em animais, que não desenvolveram defesas eficazes contra o parasita pode ser fatal.

O'Connor acredita que é possível que o ácaro tenha passado de seres humanos a cães domésticos e posteriormente a coiotes, raposas e lobos. "Os primatas foram os primeiros hospedeiros do ácaro", afirmou o entomólogo. "A nossa evolução permite-nos manter a sarna controlada, ao contrário do que acontece com outros animais", acrescenta.

Segundo Kevin Keel, especialista em doenças, também o ácaro evolui. A sarna causa lesões nos seres humanos mas não chega a ser mortal, por estes terem capacidade de neutralizar o ácaro. Enquanto nos animais não é alcançado o equilíbrio e pode causar perda de pelo, obstrução dos vasos sanguíneos e fadiga geral.

"O animais com esta doença ficam geralmente muito fracos. Como não conseguem caçar as suas presas habituais, aproximam-se do gado, que é mais fácil de caçar", explicou O'Connor.

Loren Coleman, diretor do Museu de Criptozoologia Internacional de Portland (Maine, EUA) é também da opinião de que os avistamentos de chupacabras, especialmente os mais recentes, podem ser explicado pela presença de coiotes e cães sarnentos. "Em 1995, acreditava-se que os chupacabras eram criaturas bípedes com de um metro de altura e pêlo grisalho, cravado nas costas", disse Coleman.

"No entanto, a descrição do monstro começou a mudar no final dos anos 90 devido a erros de tradução em relatórios", acrescentou. Em 2000, os monstros originais foram substituídos pela figura canina. Coleman concebe a possibilidade de as pessoas imaginarem coisas depois de verem o filme de terror 'Species' que estreou em Porto Rico, em 1995, coincidindo com as primeiras descrições.

Outra teoria é que as criaturas eram na realidade macacos rhesus, animais que seguram nas duas patas traseiras. "Estes macacos foram objeto de estudos em Porto Rico na altura, por isso pode ter sido um grupo que fugiu. Pode ser algo tão simples quanto isto, ou também algo mais interessante, porque, no momento, ainda se estão a descobrir novas espécies de animais", afirmou Coleman ao National Geographic espanhol.


Fonte: DN.PT

Saúde: Médicos contratados ganham acima do previsto e há acumulação de salários

A Inspecção Geral das Actividades em Saúde detectou médicos com vínculo ao SNS que acumulam salários e casos de remuneração muito acima do que a legislação determina.

Segundo documentos a que a agência Lusa teve acesso, a Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS) avaliou o valor/hora da contratação de serviços médicos em regime de prestação de serviços e identificou situações de médicos que acumulam salários.

"Foram sinalizadas situações de médicos que têm relação jurídica de emprego no SNS e que simultaneamente acumulam enquanto prestadores de serviço nos seus próprios serviços ou noutros", refere a IGAS, que averiguou as contratações em mais de 50 entidades.

A análise à contratação de serviços médicos em regime de prestação de serviços foi desencadeada a pedido do ministro Paulo Macedo.

Segundo documentos a que a Lusa teve acesso, a 31 de dezembro de 2011 existiam 2.928 contratos de prestação de serviços médicos nas unidades públicas e na grande maioria das entidades analisadas (84% delas) a remuneração não é fixada em função de um valor/hora. Nestes casos, a remuneração pode, por exemplo, estar indexada à produção, ao ato médico.

Apenas quatro em cada 10 entidades analisadas indicaram que controlavam todos os impedimentos previstos na legislação que regula a contratação de médicos por prestação de serviço.

O despacho que regula esta questão determina que não podem ser contratados clínicos que estejam dispensados do trabalho no serviço de urgência, que acumulem funções públicas ou que prestem trabalho em regime de tempo parcial.

Onze entidades de saúde admitiram mesmo ter ao serviço médicos que acumulam a relação jurídica de emprego com contratos em regime de prestação de serviço.

Quanto aos valores a pagar por estes contratos, a IGAS detetou mais de duas dezenas de entidades que não cumpriam os valores de referência fixados pela legislação.

O despacho de 2011 do secretário de Estado da Saúde fixa em 25 euros/hora o valor de referência para médicos não especialistas e de 30 euros para especialistas.

O diploma estabelece situações excecionais a estes valores, mas indica que só podem ser ultrapassados mediante autorização da respetiva Administração Regional de Saúde (ARS).

Contudo, a IGAS diz que quase um terço dos contratos que não respeitavam os valores fixados não tinham sido submetidos a parecer da ARS.

Apesar disso, a inspeção acaba por reconhecer que na maioria das entidades houve um esforço de fazer convergir os valores/hora praticados com os que o despacho determina.

Também no que respeita às remunerações em regime de prestação de serviço, há casos em que o valor mensal de pagamentos chega aos 20 mil ou aos 40 mil euros.

Ainda assim, o custo total com este tipo de contratos em 2011 baixou 13% em relação a 2010, para cerca de 80 milhões de euros.

Foram também detetadas situações em que os valores contratualizados são largamente ultrapassados através de suplementos remuneratórios (deslocações/transportes).

Face ao panorama encontrado, a IGAS recomenda que todos os contratos sejam revistos, especialmente aqueles em que as cargas semanais são superiores a 35 horas.


Fonte: Económico

Crise: Juros acima de 7% colocam Espanha a um passo do resgate

Madrid já só consegue aceder aos mercados de dívida de curto-prazo. Incerteza sobre o futuro do euro provoca novo ‘sell-off’ nos mercados.

Na Europa tudo se resume actualmente ao factor "tempo". Enquanto alguns analistas acreditam que é necessário comprar tempo para que as medidas avançadas no último Conselho Europeu sejam colocadas em prática, outros consideram que é apenas uma questão de tempo para que Espanha recorra a um resgate pleno e a Grécia se torne na caixa de Pandora da Europa.

Os mercados navegam à deriva e o receio e a desconfiança dos investidores voltou ontem a ficar bem patente, com uma nova onda de aversão ao risco a varrer todos os activos europeus. Excepção feita à dívida alemã, considerada pelos investidores como o ‘safe heaven' da dívida europeia, e cujas ‘yields' continuam a negociar a valores negativos nas maturidades mais curtas.

O pronúncio de que novas regiões se seguirão a Valência no pedido de ajuda ao Estado espanhol fez disparar ontem as ‘yields' de Espanha para novos máximo históricos. Além disso, a chegada da ‘troika' hoje a Atenas faz temer, mais do que nunca, uma possível saída da Grécia da zona euro. Isto depois de o FMI ter dito no fim-de-semana que deixará de contribuir caso a economia grega continue aquém das metas fixadas. Os principais índices accionistas afundaram entre 1,1% em Madrid e 3,41% em Lisboa. Milão perdeu 2,76% e Frankfurt 3,18%.

Fonte: Económico

EUA: Pobreza atinge nível mais alto dos últimos 50 anos

A crise económica destruiu meio século de esforços do governo dos Estados Unidos para combater a pobreza no país.

Segundo os economistas, institutos e professores universitários de todos os partidos inquiridos pela AP, é esperado que o Censo de 2011 indique um aumento da taxa de pobreza a nível nacional para os 15,7%, o valor mais elevado desde 1965. Isto significa que cerca de 47 milhões de norte-americanos se encontram abaixo da fasquia de pobreza - que é de ter um rendimento anual inferior a 9.200 euros - necessitando de apoio estatal para manter um nível de vida mínimo.

Os peritos notam que a pobreza está a espalhar-se a um nível alarmante através de muitos grupos sociais, estando associada de perto ao aumento do desemprego. Isto porque, embora a taxa de desemprego tenha recuado dos 9,6% em 2010 para os 8,9% em 2011, a verdade é que o número de pessoas empregadas se manteve sensivelmente igual, uma vez que a descida da taxa só se ficou a dever ao facto de cerca de nove milhões de desempregados terem desistido de procurar trabalho, o que levou a sua saída dos números oficiais do governo. Ao mesmo tempo, mais milhões de trabalhadores, em desespero, aceitaram postos de trabalho que pagavam bastante menos do que o seu emprego anterior.

"A questão é que o verdadeiro ‘tsunami' de empregos de baixo salário que estamos a registar está a arrastar milhões para a pobreza, e este problema salarial não vai passar tão cedo", lamenta à AP Peter Edelman, director do Centro sobre a Pobreza de Georgetown. Os especialistas estimam ainda que a pobreza deverá manter-se acima do nível de 12,5% existente antes da crise por muitos anos, devendo superar os 16% até 2014, ao mesmo tempo que o número de trabalhadores ‘part-time' e os níveis de pobreza infantil irão superar os 22% registados em 2010. Esta questão vai pesar fortemente na eleição presidencial, em particular porque o candidato republicano, Mitt Romney, é visto como um defensor dos direitos dos ricos, enquanto Obama quer aumentar os programas de ajuda aos pobres.


Fonte: Económico

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Espanha vai acabar com o fecho das lojas na hora da siesta

O encerramento das lojas durante a hora da siesta em Espanha é a última vítima da crise financeira e económico que se vive no país vizinho.

A quarta maior economia da zona euro pretende, com o alargamento das horas de funcionamento, combater a queda nas vendas a retalho que se tem registado desde 2007 e Madrid aprovou este mês várias medidas para permitir que lojas com mais de 300 metros quadrados estejam abertas durante mais 25% de tempo durante a semana, de acordo com a Bloomberg.

Normalmente, as lojas de rua estão abertas entre as 10 e as 14 horas, encerram durante duas horas para almoço e reabrem de novo às 16 horas para encerrarem às 20 horas.

As novas regras podem encorajar as grandes lojas a estarem abertas durante a hora da siesta e mais dois domingos ou feriados por ano, num total de 10. As medidas vão permitir que as lojas estejam abertas durante mais 18 horas por semana e os comerciantes vão ter a possibilidade de reduzir os preços quando quiserem, não ficando limitados às duas épocas de saldos anuais.

“Quando tudo estava bem, ninguém se queixava, mas agora as coisas estão mal, portanto é outra história”, disse Carmen Cardeno, responsável pelo comércio doméstico no ministério da Economia espanhola, à Bloomberg. “Precisamos de evoluir e de ser mais flexíveis”.

As associações de retalhistas pretendiam ter as lojas maiores abertas durante 16 Domingos ou feriados por ano, mas os pequenos comerciantes opuseram-se à extensão, argumentando que não tem o número suficiente de funcionários para cobrir o alargamento, ao contrário das maiores lojas.


Fonte: Dinheiro Vivo

Imobiliário: IMI aumenta 400% e será "catástrofe tributária"

O presidente da Associação Nacional de Proprietários considerou hoje uma "catástrofe tributária" a reavaliação de imóveis em curso.

O presidente da Associação Nacional de Proprietários considerou hoje uma "catástrofe tributária" a reavaliação de imóveis em curso, estimando que o encargo com o IMI venha a aumentar 400% e não 60% como admite a Comissão Europeia.

António Frias Marques falava à Lusa a propósito da notícia, hoje publicada pelo Jornal de Negócios, de que a factura fiscal com o Imposto Municipal sobre Imóveis irá aumentar 60% quando o processo de reavaliação de imóveis estiver a produzir todos os efeitos.

O jornal, que cita estimativas do relatório da Comissão Europeia sobre a quarta avaliação da 'troika', escreve que dentro de três anos o Estado irá arrecadar mais 700 milhões de euros por ano, o que representa 60% da receita actual.

Questionado pela Lusa, o presidente da Associação Nacional de Proprietários (ANP) afirmou que, mesmo que o aumento fosse de 60%, o Governo já estava a ir "muito além" do que está previsto no memorando de entendimento com a 'troika', que é um aumento de 250 milhões em 2012 e de 150 em 2013.

Mas o responsável considera que a estimativa da Comissão Europeia "peca por defeito"."A nossa estimativa, com base no aumento que os nossos associados têm sofrido desde que há esta avaliação, aponta no sentido de 400%, ou seja, o quíntuplo, em média", afirmou.

Para António Frias Marques, 60% seria um aumento brutal, mas 400% "é uma catástrofe que se adivinha".A estimativa da associação baseia-se nos casos concretos dos associados que, desde o início do ano, já foram notificados das reavaliações, a quem a ANP pediu que enviassem cópias da avaliação actual e da anterior para poder monitorizar os aumentos.

António Frias Marques citou o "exemplo paradigmático" do bairro dos Olivais, o mais populoso de Lisboa, onde casas avaliadas em 50 mil euros estão a ser reavaliadas em 250 mil.

O responsável recordou que as notificações para pagamento do IMI só vão chegar às caixas de correio dos proprietários em Fevereiro e "então é que as pessoas vão ficar alarmadas".

"As pessoas não vão poder pagar, vão entrar em incumprimento", antecipou, prevendo que "milhares e milhares de imóveis" venham a ser penhorados pelas Finanças. Para António Frias Marques, trata-se de uma "catástrofe tributária".

Segundo o relatório da Comissão Europeia, o aumento das receitas com o IMI "está estimado em 700 milhões de euros, para 1,9 mil milhões de euros, no final do período de transição de três anos". No bolso dos proprietários, no entanto, o aumento será para o dobro, já que, segundo as contas do Negócios, o encargo anual médio com o IMI é hoje de 120 euros e passará para 240 quando terminar a cláusula de salvaguarda que reparte por três anos os aumentos excessivos.

A reavaliação de 5,4 milhões de prédios urbanos está prevista terminar no final do ano e fará subir o valor patrimonial dos imóveis, sobre o qual recai o IMI.


Fonte: Económico

domingo, 22 de julho de 2012

Super-ricos têm 21 biliões em paraísos fiscais

Os super-ricos de todo o mundo tinham escondidos em paraísos fiscais, no final de 2010, nada menos de 21 biliões de dólares (17 biliões de euros), tanto como a economia dos EUA e do Japão juntas. Um bilião é um milhão de milhão.

E este número é conservador, na verdade o valor real poderá chegar a 31 biliões de dólares, diz James Henry, autor do estudo The Price os Offshore Revisited, e antigo economista-chefe da consultora McKinsey. O estudo tem em conta apenas os depósitos e os investimentos e não contabiliza, por exemplo, propriedades e iates...

O relatório surge numa altura em que vários países estão a endurecer o combate à evasão fiscal e ao branqueamento de capitais - a Alemanha, por exemplo, ainda recentemente pagou 3,5 milhões de euros por um CD com informação de centenas de fortunas alemãs que escaparam ao Fisco e estão escondidas em depósitos bancários na Suíça.

"As fortunas escondidas nos paraísos fiscais são um verdadeiro 'buraco negro' na economia mundial e que poderiam ser chamadas a ajudar a resolver a atual crise financeira", considera James Henry.



 Paraísos fiscais são estados nacionais ou regiões autónomas onde a lei facilita a aplicação de capitais estrangeiros, com tributação baixa




Fonte: Dinheiro Vivo

EUA: Cientista matar-se-á em prol da ciência

cérebro robô Heyworth Ken Heyworth ciência experimento
O cientista estadunidense Ken Heyworth decidiu-se a uma experiência perigosa em prol da ciência. Quer matar-se para que seu cérebro seja utilizado para a criação dum computador ideal.

Heyworth tem trabalhado diligentemente durante muitos anos para que semelhante experiência possa ser levada a cabo. Ele praticamente vive no laboratório, esperando imortalizar seu cérebro.

Heyworth declara que “a Humanidade avança seguramente rumo à possibilidade de teleportar o intelecto. Intentarei conservar meu cérebro para, dividindo-o em partes, utilizá-lo na criação de robôs. Será um computador ideal, capaz de ser criado somente à base do cérebro humano”.

O cientista não tem medo de despedir-se da vida para que se possa levar a cabo a experiência capaz de operar uma verdadeira revolução científica. “Isto será muito melhor que ser, com o tempo, velho e doente”, considera o fanático da ciência, agora com 41 anos de idade.

Alemanha: Saída da Grécia da zona euro "é possível e já não assusta"

O ministro da Economia alemão, Phillip Rösler, disse hoje, em entrevista ao canal ARD, ser "possível" uma saída da Grécia da zona euro.

O ministro da Economia alemão, Phillip Rösler, afirmouser "possível" uma saída da Grécia da zona euro, um cenário que "deixou de ser assustador há muito tempo",

"É evidente que Atenas não tem registado progressos no cumprimento do plano de reformas acordado com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional", disse Rösler, que é também vice-chanceler e chefe do Partido Liberal.

Por isso, acrescentou o ministro germânico, "se a Grécia não cumprir as condições que negociou, não poderá receber mais pagamentos", disse ainda o chefe do Partido Liberal.
"Entretanto, muitos gregos querem voltar a ter o dracma como moeda nacional", sublinhou ainda o ministro da economia do Governo de Angela Merkel.

O semanário Der Spiegel noticiou hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI) tenciona cessar as ajudas financeiras à Grécia, o que poderá lançar este país da zona euro na falência já em setembro.

A intenção do FMI de não libertar mais dinheiro para o programa de ajustamento financeiro negociado com Atenas já foi comunicada à União Europeia, garantiu a revista alemã, citando fontes diplomáticas em Bruxelas.

Actualmente, a chamada 'troika' do Banco Central Europeu (BCE), Comissão Europeia e FMI está em Atenas a examinar o cumprimento do memorando de entendimento.

Numerosos especialistas já advertiram, porém, que a Grécia não conseguirá reduzir a sua dívida pública a 120 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) até 2020, objetivo central do programa traçado para reequilibrar as suas finanças públicas.

Atenas obteve até agora, desde maio de 2010, dois resgates no total de 240 mil milhões de euros, além de um perdão superior a 50% da dívida por parte da grande maioria dos credores, mas a situação económica do país continua a ser muito crítica.

Se a Grécia obtiver mais tempo para cumprir o programa de ajustamento financeiro, como o novo governo de Antonis Samaras exige, isso custará à UE e ao FMI mais 50 mil milhões de euros, segundo cálculos da 'troika' citados pelo Der Spiegel.

Porém, muitos governos da zona euro não estão dispostos a emprestar mais dinheiro a Atenas, e a Finlândia e a Holanda condicionaram futuras ajudas à participação do FMI.

Desmoronamento em iceberg provoca onda gigante que quase engole barco

Encontrado primeiro exoplaneta menor que Terra

солнце земля солнце космос планета
O telescópio espacial Spitzer detetou o primeiro planeta fora do Sistema Solar de menor tamanho que a Terra.

Todos os exoplanetas descobertos até agora ora são maiores que a Terra, ora aproximadamente iguais a ela. O exoplaneta UCF-1.01 tem as dimensões iguais a 0,75 às da Terra. O corpo foi descoberto por acaso, no processo de estudo do planeta GJ 436b localizado anteriormente e maior em tamanho.

Desde o momento de descobrimento do planeta distante de nós apenas 33 anos-luz, os cientistas conseguiram saber que as formas de vida habituais para nós, não podem existir nesse corpo celeste, devido a uma temperatura extremamente alta de sua superfície e à existência de todo um oceano de lava incandescente.

Nos próximos tempos, incorporar-se-á na recolha de informações sobre o UCF-1.01 o telescópio Kepler, o que permitirá colher dados mais exatos. Os cientistas conseguiram saber, até hoje, que o planeta tem um raio de cerca de 8.400 km, orbita a 2,7 milhões de km de seu astro e tem o período de rotação em torno desse astro de somente 1,4 dias terrenos.


Fonte: Voz da Rússia

FMI quer cessar ajudas à Grécia, que poderá abrir falência em setembro, avança Der Spiegel

O Fundo Monetário Internacional (FMI) tenciona cessar as ajudas financeiras à Grécia, o que poderá lançar este país da zona euro na falência já em setembro, noticia hoje o semanário Der Spiegel, na sua edição eletrónica.

A intenção do FMI de não libertar mais dinheiro do programa de ajustamento financeiro negociado com Atenas já foram comunicadas à União Europeia, garante o magazine alemão, citando fontes diplomáticas em Bruxelas. 

Atualmente, a chamada 'troika' do Banco Central Europeu (BCE), Comissão Europeia e FMI está em Atenas a examinar o cumprimento do memorando de entendimento.

Numerosos especialistas já advertiram, porém, que a Grécia não conseguirá reduzir a sua dívida pública a 120 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) até 2020, objetivo central do programa traçado para reequilibrar as suas finanças públicas. 

Atenas obteve até agora, desde maio de 2010, dois resgates no total de 240 mil milhões de euros, além de um perdão superior a 50 por cento da dívida por parte da grande maioria dos credores, mas a situação económica do país continua a ser muito crítica. 

Se a Grécia obtiver mais tempo para cumprir o programa de ajustamento financeiro, como o novo governo de Antonis Samaras exige, isso custará à UE e ao FMI mais 50 mil milhões de euros, segundo cálculos da 'troika'.

Acontece que muitos governos da zona euro já não estão dispostos a emprestar mais dinheiro a Atenas, e a Finlândia e a Holanda condicionaram futuras ajudas à participação do FMI. 

O risco de uma saída da Grécia da zona euro é, entretanto, considerado "controlável" pelos parceiros da moeda única, como o ministro das finanças alemão, Wolfgang Schuble, garantiu há algumas semanas, em entrevista ao Der Spiegel. 

Para limitar os efeitos de contágio da crise grega a outros países, os governos da zona euro aguardam a entrada em vigor do novo Mecanismo de Estabilidade Europeu (MEE), que já estava agendada para julho, mas aguarda uma decisão do Tribunal Constitucional Alemão, agendada para 12 de setembro.

Para que a Grécia possa assumir os seus compromissos financeiros em agosto, poderá receber novas ajudas do BCE, embora, em princípio, Atenas tenha de devolver ao banco central europeu 3,8 mil milhões de euros até ao dia 20 do próximo mês. 

A confirmar-se a notícia do Der Spiegel sobre o fim da participação do FMI nas ajudas financeiras, a única solução para a Grécia será, no entanto, abrir falência em setembro e regressar à antiga moeda, a dracma, ensaio sem precedentes na zona euro que deverá abalar profundamente a economia helénica, e afetar também os parceiros europeus.


Fonte: SIC Notícias

Já há pessoas que viverão mil anos

лицо человек торс 3D модель сканирование человек сканирование
O famoso geriatra inglês e professor da Universidade de Cambridge, Aubrey de Grey, está certo que os ritmos surpreendentes do desenvolvimento da biologia e de outras ciências podem garantir que já no próximo futuro a expectativa da vida humana será de mil anos.

O britânico continuou dizendo que já nasceu a primeira pessoa que irá viver de mais de mil anos.

Segundo Grey, a velhice é a causa de mais de 60% de mortes no planeta, mas já agora há tecnologias certas, testadas em animais, que podem prolongar a vida em várias centenas de anos.


Fonte: Voz da Rússia

sábado, 21 de julho de 2012

Irão prepara lei para encerramento do estreito de Ormuz

Ормузский пролив нефть танкер
O deputado do parlamento iraniano Javad Karimi Qodoosi apresentou aos colegas para apreciação o projeto de lei sobre o encerramento do Estreito de Ormuz, através do qual passa cerca de 20% do petróleo extraido em todo o mundo, informa a agênciaFrance Presse.

O deputado declarou que cerca de metade dos 290 parlamentares já afirmou o apoio à sua iniciativa. Contudo, a decisão final será do líder supremo do país, o Grande Aiatolá Ali Khamenei que, por enquanto, é cético quanto à ideia do encerramento.

Anteriormente, o Irão declarou oficialmente que encerraria o estreito estratégico se os países do Ocidente lhe criassem obstáculos na exportação de petróleo. Apesar dessa ameaça, os países da UE introduziram a partir de 1 de julho sanções contra os compradores de petróleo iraniano.


Fonte: Voz da Rússia

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Illuminnati: "I Pet Goat 2" e os Jogos Olímpicos 2012

Trabalho: Saiba como encontrar emprego na Internet

Conheça os ‘sites’ onde encontrar emprego em Portugal e no resto do mundo. Cerca de 75% dos jovens já procuram o primeiro emprego na Internet.

Após ter ficado desempregada e durante um ano, comecei uma actividade, posso dizer que quase diária, no Linkedin, tomando muita atenção aos meus contactos entre os recursos de topo que conheci durante o meu tempo de trabalho, por exemplo, gestores de projecto e de área, directores e administradores". E um ano depois Alexandra foi descoberta nesta rede social por um recrutador que precisava de alguém com experiência numa área muito específica que ela dominava. O caso é contado no livro "Quero um emprego!" de Luís Villalobos (organizador), Ana Rute Silva, Elisabete de Sá e Raquel de Almeida Correia.

São cada vez mais os exemplos de pessoas a encontrar trabalho e as empresas a conseguir recrutar pessoas através da Internet. Cerca de 75% dos jovens utilizam a Internet para procurar emprego, de acordo com um inquérito realizado pelo portal Universia do banco Santander. Hoje é "muito mais fácil saber quais as oportunidades que existem, obter informação sobre vários sectores de actividade, empresas, novos projectos, tudo à distância de um clique", explicavam Mariana Branquinho da Fonseca e Tiago Gonçalves, da Heidrick & Struggles, num artigo de opinião publicado na semana passada neste suplemento.

Multiplicam-se também os portais na Internet dedicados ao emprego. Trabalhando. pt é o mais recente. Uma criação do portal Universia, criado pelo Banco Santander. Uma ferramenta que agrega ofertas de emprego e milhares de currículos de licenciados portugueses. A boa notícia é que este portal tem mais de 200 mil lugares disponíveis de mais de 600 mil empresas de 11 países, onde se inclui o Brasil, um dos destinos preferidos dos portugueses, explica Bernardo Sá Nogueira, director-geral do portal Universia.

"As empresas poderão colocar neste site as ofertas de emprego, e se quiserem limitar a procura de candidatos a um determinado número de universidades também podem fazê-lo", explica o responsável pelo trabalhando.pt. Potencialidades que também funcionam para os alunos. Assim, um candidato pode escolher determinados filtros para que na sua pesquisa só surjam as empresas de um determinado sector ou com um determinado nível de remuneração. E o objectivo já está traçado: "Queremos que o trabalhando.pt seja o portal número um na procura de emprego entre os licenciados", avança Bernardo Sá Nogueira.

Com cerca de dez mil ofertas de emprego, o infojobs. pt pretende ser o "número um" no recrutamento em Portugal. Recentemente, disponibilizaram uma ferramenta que permite fazer o "casamento" entre as ofertas de emprego existentes nas empresas e os candidatos que possuem as competências exigidas para preencher o lugar, revela Javier Llorden, director comercial da empresa. "A InfoJobs é uma empresa inovadora e com uma vocação muito tecnológica. Viemos para Portugal para mudar a forma como os portugueses procuram emprego. Numa altura em que praticamente tudo funciona ‘online', não faz sentido que as buscas se centrem apenas em recortes de jornal", acrescenta.

No decorrer deste ano, o portal, que iniciou a sua actividade com pouco mais de 200 ofertas activas, tem, actualmente, cerca de dez mil postos disponíveis. Mais de duas mil empresas já se inscreveram no ‘website', estando activas à volta de 800. No decorrer deste ano, foram 130 mil os portugueses que se inscreveram no portal em busca de emprego e que encontraram uma oportunidade. O portal permite aos candidatos em que estado está a sua candidatura em cada oferta. Podem verificar se a sua candidatura foi aceite, se passaram à fase seguinte ou não. O mesmo se passa com as empresas, que podem ver quantos candidatos se propuseram à sua oferta, e também os currículos detalhados de quem o fez.

Depois tem ainda o site www.netemprego.gov.pt , o portal oficial do Instituto de Emprego e Formação Profissional. Se o seu objectivo é encontrar trabalho num outro país da União Europeia, poderá recorrer ao EURES. Uma rede criada pela Comissão Europeia, que liga os institutos de emprego de todos os países da UE. Com mais de 850 conselheiros espalhados por toda a Europa, realiza feiras de emprego onde recruta para profissões específicas para diferentes países. Depois cada país disponibiliza portais específicos. A Alemanha, por exemplo, criou recentemente um portal onde pode saber tudo o que precisa para ir trabalhar para lá. Um país onde existem mais de 400 mil ofertas de emprego no site do Instituto de Emprego.

Boas vindas em várias línguas e a frase "German is warm welcome. Be part of it" são os convites que se podem encontrar mal se entra em www.make-it-in-germany.com. Uma página criado pelo governo alemão para conseguir atrair mais jovens e quadros qualificados estrangeiros. Neste novo portal podem encontrar-se oportunidades de emprego e informações necessárias para quem quer ir trabalhar para o país.

Mas há cada vez mais empresas de recrutamento a disponibilizar espaços na Internet onde os portugueses se podem candidatar. É o caso do site www.jobs4.de um portal onde pode encontrar inúmeras vagas em empresas alemãs. Para além dos sectores de procura tradicional, neste site poderá também encontrar empregos no sector financeiro.


Os portais de emprego

trabalhando.pt
É a mais recente página de procura de emprego criado pelo portal Universia do banco Santander. Uma janela aberta para mais de 200 mil ofertas de emprego de 11 países.

infojobs.pt
Assegurar o "casamento" automático entre a oferta de emprego disponibilizada pelas empresas e os candidatos que têm as competências para o lugar é a vantagem 
do infojobs.pt.

monster.com
É considerado maior portal do mundo de ofertas de emprego, tem ofertas de centenas de países, mas Portugal ainda não está na lista de países onde pode procurar emprego.

netemprego.gov.pt
Este é o site oficial do IEFP onde pode encontrar ofertas para Portuigal e uma porta de entrada para o EURES onde tem ofertas de emprego na UE. Regularmente organizam feiras de emprego nos diferentes países.


Fonte: Económico

Crise europeia pode provocar uma "profunda recessão" mundial

A crise económica europeia já está a afectar "o pescador no Senegal e o informático na Índia" afirmou hoje o novo presidente do Banco Mundial (BM).

"Uma crise maior na Europa poderá fazer cair o Produto Interno Bruto (PIB) nos países em vias de desenvolvimento em 4 por cento ou mais, o que será suficiente para desencadear uma profunda recessão" mundial, afirmou Jim Yong Kim, num discurso no Brookings Institution, um centro de investigação em Washington.

"Para falar claramente, o que se passa hoje na Europa afecta tanto o pescador no Senegal como o informático na Índia", afirmou o novo presidente do BM, que assumiu funções a 01 de Julho, apelando aos países europeus para que reponham a estabilidade na zona "com urgência".

A crise de dívida que está a afectar a zona euro levou o Fundo Monetário Internacional (FMI) a rever em baixa as previsões de crescimento mundial, antecipando também um abrandamento das trocas comerciais em todo o mundo.

"O que se passa [na Europa e no mundo] está a ameaçar os recentes sucessos alcançados na luta contra a pobreza", disse ainda Jim Yong Kim, sublinhando que há 1.300 milhões de pessoas a viver com 1,25 dólares por dia.


Fonte: Económico