terça-feira, 28 de junho de 2011

Médicos desligam máquinas se cantor não reagir: Angélico vai ser submetido a testes de estimulação

O cantor Angélico Vieira encontra-se em morte cerebral, como o CM já tinha avançado na edição de ontem, e será submetido esta tarde a testes de estimulação. No caso de o actor não ter qualquer reacção aos estímulos, os médicos desligam as máquinas que o têm mantido vivo.

Angélico está internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de Santo António, no Porto, desde o passado sábado, dia em que sofreu um violento acidente na A1, sentido Porto-Lisboa.

O cantor, de 28 anos, seguia com mais três amigos a bordo de um BMW cabriolet quando se despistou após o rebentamento de um dos pneus da viatura. Um dos passageiros morreu atropelado por outro veículo, depois de ter sido projectado do carro, e uma jovem, de 17 anos, sofreu, tal como Angélico, ferimentos muito graves. Apenas uma pessoa saiu ilesa do acidente.

PORMENORES

PARTIU A CERVICAL

O cantor partiu a cervical em três partes. Os médicos admitiram que no caso do artista sobreviver corre o risco de ficar paraplégico.

TRANSFUSÕES

Durante o acidente, o actor perdeu muito sangue, o que levou a que fosse necessário receber transfusões de sangue.

MASSA ENCEFÁLICA

A violência do choque foi tal que Angélico perdeu massa encefálica, o que levou a que o seu estado fosse considerado muito grave.

Fonte: Correio da Manhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário