terça-feira, 22 de novembro de 2011

Vídeos gravados em casa fazem fortunas


Começa como uma brincadeira ou simplesmente como uma forma rápida de mostrar a um ou dois amigos proezas ou episódios engraçados dos seus filhos. Basta ter uma câmara na mão, estar no sítio certo à hora certa e a internet faz o resto. No fim, somam-se os algarismos e fazem-se fortunas.

O jornal inglês The Sun revelou números e desvendou como alguns vídeos gravados em casa, sem a intenção de fazer dinheiro, se tornaram virais no Youtube.

O caso 'Charlie bit my finger' é um dos melhores exemplos. Howard Davies-Carr, um pai de 42 anos, limitou-se a 'postar' um único vídeo no Youtube. Era um vídeo do seu filho Charlie, com apenas um ano de idade, a morder o dedo do irmão, de três anos.


Mais de 380 milhões de visitas depois, o vídeo rendeu a Howard cerca de 120 000 libras, quase 140 mil euros.

«Foi o único vídeo que publiquei online. Foi apenas um momento engraçado que captei e que quis partilhar com o avô dos meus filhos, que vive no Colorado», disse o pai Howard.

A vida da mãe Katie Clem também mudou graças ao fenómeno Youtube. E qual foi o segredo? «Não me perguntem. Um dia deitei-me e quando acordei na manhã seguinte as nossas vidas estavam completamente diferentes».

Tudo porque Katie decidiu publicar na internet um vídeo engraçado da sua filha de seis anos, onde se pode ver Lily a chorar e a ter uma reacção engraçada ao saber que vai à Disneyland.


O vídeo só foi publicado há pouco mais de dois meses e já foi visto por mais de 6 milhões de pessoas, o que rendeu à família Clem cerca de 5 mil libras, quase 6 mil euros.

Mas os frutos do vídeo não ficam por aqui. A família está em negociações com a Disney para tornar o seu vídeo num anúncio de publicidade ao parque de diversões. As estimativas indicam que isto pode trazer-lhes mais cerca de 120 mil libras (140 mil euros).

Em 2008, também David Devore foi 'vítima' deste fenómeno. Depois de ter filmado a reacção do seu filho após uma anestesia no dentista, decidiu 'postar' o episódio no Youtube.


E depois de contabilizar mais de 100 milhões de visitas, o vídeo já contribuiu para David aumentar em quase 100 mil libras – cerca de 115 mil euros, a sua conta bancária.

Os exemplos multiplicam-se e, sabendo que cada mil visitas se podem transformar em cifrões para os donos do vídeo, ou que se pode ganhar dinheiro de cada vez que uma pessoa fizer um simples 'clique', os exemplos tendem a aumentar cada vez mais.

Fonte: SOL





Nenhum comentário:

Postar um comentário