quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Crise: Portugal entre os países do euro com mais jovens desempregados

Este ano, o desemprego entre a população mais jovem tem crescido a um ritmo de 2.000 novos desempregados por mês.

No final do mês de Outubro estavam registados em Portugal como desempregados 141 mil jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos. Isto significa que 30,4% da população deste grupo etário estava sem trabalho.

Trata-se do valor mais elevado de sempre no país e a segunda maior taxa de desemprego entre os jovens da zona euro, no mês de Outubro. Apenas Espanha supera Portugal nesta classificação, onde o desemprego já afecta cerca de 49% dos jovens. Contudo, é importante salientar que os últimos dados conhecidos da Grécia, referentes ao mês de Agosto, apontavam para uma taxa de desemprego entre os jovens de 45,1%.

Este ano, o desemprego entre os jovens portugueses não tem parado de subir. Segundo dados do gabinete de estatística da União Europeia (Eurostat), desde Janeiro que não houve um único mês em que a taxa de desemprego no grupo etário da população com idades entre os 15 e os 24 anos tivesse registado uma correcção.

Pelo contrário: desde o início do ano que o desemprego entre os jovens passou de uma taxa de 26,7% para os actuais 30,4%, tendo-se contabilizado, em média, 2.000 novos jovens desempregados todos os meses.

São números bem distantes da média verificada nos 27 Estados-membros da União Europeia e dos 17 países da zona euro que, de acordo com os últimos dados do Eurostat, a taxa de desemprego média entre os jovens da União Europeia no final de Outubro era de 22% enquanto na zona euro este flagelo social afectava mais de um quinto da população jovem.

Holanda, Alemanha e Áustria são os três países que conseguem fugir a estas estatísticas negras, ao apresentaram taxas de desemprego entre os mais jovens abaixo da barreira dos 10%.

Fonte: Económico

Nenhum comentário:

Postar um comentário