quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Óleo de coentros poderá tornar-se uma alternativa aos antibióticos comuns

O óleo de coentros pode atacar várias bactérias nocivas ao homem, segundo um estudo de investigadores Filomena Silva, Susana Ferreira, João Queiroz e Fernanda Domingues, da Universidade da Beira Interior (UBI).

O estudo, intitulado "Óleo essencial de coentros: a sua actividade anti-bacteriana e modo de acção avaliados por citometria de fluxo", indica, segundo Fernanda Domingues - que liderou o trabalho de investigação -, que o óleo de coentros ataca a membrana que envolve células bacterianas e acaba por destruí-las.

Esta conclusão sugere que o óleo poderá ter "importantes aplicações em aditivos usados na indústria alimentar e farmacêutica".

A descoberta poderá ajudar a combater a transmissão de doenças através de alimentos, situação que afecta, todos os anos, "até um terço da população dos países desenvolvidos".

A investigadora da UBI acrescenta que "o óleo de coentro poderá também tornar-se numa alternativa natural aos antibióticos comuns".

A utilização em medicamentos poderá assumir a forma de loções ou comprimidos, "para combater infecções bacterianas multi-resistentes que de outra forma não poderiam ser tratadas e, com isto, melhorar significativamente a qualidade de vida das pessoas".

O grupo de investigadores da UBI testou o óleo de coentro em doze estirpes bacterianas, incluindo Escherichia Coli, Salmonella enterica, Bacillus cereus e MRSA.

O óleo de coentro actuou como bactericida para quase todas as bactérias testadas, "à excepção da Bacillus cereus e da Enterococcus faecalis", referiu.

Os resultados do estudo foram publicados, na semana passada, na revista científica Journal of Medical Microbiology.

Fonte: DN.PT

Nenhum comentário:

Postar um comentário