quinta-feira, 7 de março de 2013

Cometa poderá colidir com Marte em 2014

Cometa poderá colidir com Marte em 2014
Um cometa poderá vir a colidir com o planeta Marte em outubro do próximo ano. O alerta foi lançado pelo Programa de Objetos Próximos da Terra no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena, no estado da Califórnia, EUA.

De momento, as últimas observações feitas pelos astrónomos indicam que o cometa "2013 A1", mais conhecido como "Siding Spring", passará a 50 mil quilómetros de Marte, ou seja, muito mais próximo do que foi previsto inicialmente.

A trajetória do cometa tem sido acompanhada e afinada desde outubro de 2012 e, à medida que novos dados vão sendo obtidos, a previsão da trajetória vai sendo corrigida.

A NASA já fez saber que Marte está num dos vários caminhos que o cometa pode seguir e, portanto, a possibilidade de um impacto forte não é de excluir. Contudo, de momento, essa possibilidade representa uma em 600. As observações futuras e o acompanhamento da deslocação do cometa irão confirmar, mais tarde, se o cometa poderá ou não colidir com Marte.

Em caso de choque, o cometa poderá provocar uma cratera de 500 quilómetros de diâmetro e dois quilómetros de profundidade sobre a superfície, segundo cálculos apresentados, recentemente, por astrónomos russos.

A aproximação do cometa a Marte poderá ser suficientemente brilhante para ser vista no hemisfério sul, em meados de setembro de 2014, com binóculos ou telescópios pequenos.

O cometa "Siding Spring" foi descoberto pelo astrónomo Rob McNaught em janeiro de 2013 no Observatório Siding Spring, na Austrália.

Fonte: Jornal de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário