quinta-feira, 7 de junho de 2012

Tensão: Fitch corta ‘rating' de Espanha para ‘BBB'

Fonte: Paulo Castelo

A Fitch baixou hoje em três níveis o ‘rating’ de Espanha de ‘A’ para ‘BBB’. Banca, recessão e vulnerabilidade à crise motivam ‘downgrade’.

A agência norte-americana Fitch baixou hoje o ‘rating' de Espanha em três níveis, de ‘A' para ‘BBB', dois níveis acima da classificação considerada ‘lixo', mantendo o ‘outlook' (perspectivas de evolução) negativo, o que indica que pode voltar a baixar a nota da dívida espanhola.

Em comunicado, a agência aponta uma bateria de factores para a revisão em baixa da classificação, entre eles o elevado custo da reestruturação e recapitalização da problemática banca espanhola, que deverá ascender entre 60 a 100 mil milhões de euros.

Se a ajuda pública à banca for de 60 mil milhões, o endividamento estatal deverá atingir os 95% do PIB em 2015, estima a Fitch, que indica ainda que o Governo terá cada vez mais dificuldades em apoiar o sistema financeiro do país.

A Fitch entende ainda que a "vulnerável" economia espanhola continuará em recessão até final do ano e só em 2013 é que se vão registar os primeiros sinais de "retoma suave", afectada pela crise de dívida na região.

"A intensificação da crise na zona euro na segunda metade do ano passado empurrou a região e a Espanha para uma recessão, exarcebando as preocupações em torno da solvência dos bancos e dos soberanos", aponta a Fitch num comunicado.

Nos últimos dias, a imprensa internacional deu conta de que a Europa está a preparar um resgate a Espanha, mas sem a carga de austeridade exigida aos outros países europeus intervencionados. O plano de assistência em estudo inclui também a dispensa de um acompanhamento permanente dos credores. 

Entretanto, Bruxelas afirmou hoje que "não sabe" quando o país pedirá ajuda. A Comissão Europeia reforça que não há ainda um pedido de ajuda de Espanha e que não tem estimativas de quando poderá existir.

Fonte: Económico

Nenhum comentário:

Postar um comentário